× Página Inicial A loja Nosso Estoque Banco de Pedidos Contato
(67) 99688-4266 / 3019-5501
Rua Sargento Aquino, 90 - Maria Leite - Corumbá / MS
ampliar

Assim como um automóvel, as motos requerem atenção especial. Caso contrário, elas terão mais chances de se desgastarem, gerando gastos emergenciais e até riscos de acidentes. 

Porém, muitos motociclistas desconhecem todos os cuidados que precisam ter. Por isso, eles repetem comportamentos e vícios que merecem ser evitados - para o bem da moto. Confira a seguir no que é importante estar de olho!

1 - Andar com pneu muito cheio

Andar com os pneus murchos força o motor e ainda consome mais combustível. Sabendo disso, há motociclistas que caem no engano de usar uma calibragem acima do recomendado pelo fabricante. 

Os pneus muito cheios também são prejudiciais, porque podem comprometer a suspensão e o próprio conforto ao pilotar. Além de calibrar os pneus, é necessário realizar a troca deles no momento correto. Para facilitar, quando estiver chegando aos 15 mil km rodados, o motociclista pode pesquisar o preço desses produtos. 

Atualmente, é possível encontrar os valores de pneus na internet, até mesmo de empresas que só fazem as vendas de forma presencial. Esse é o caso das Lojas Cem que, apesar de ter presença digital, prefere manter as operações nas lojas físicas. 

2 - Não lubrificar embreagem

Outro hábito que pode ser uma surpresa para os motociclistas é o de lubrificar os cabos do acelerador e da embreagem. Em geral, isso deve ser feito a cada 12 mil km. 

Um dos sinais de que falta lubrificação nessas partes ocorre quando o acionamento dos manetes fica difícil. Além do incômodo, há ainda o risco de o cabo ser rompido, por esses motivos, é importante tomar cuidado. 

3 - Não limpar adequadamente

Sabia que limpar a motocicleta não é apenas uma questão de estética, mas de conservação? O acúmulo de lama, poeira e água do mar podem causar corrosão. 

Devido a esse efeito, o ideal é limpar a moto sempre que ela for exposta à sujeira. A limpeza precisa incluir o filtro de ar. Se não for possível higienizar por completo essa parte, é recomendável fazer a troca. 

4 - Forçar a potência da moto

Quando o assunto é moto, outro erro bastante comum é não respeitar o limite das cilindradas, principalmente se a potência for baixa. 

Mesmo que pareça inofensivo nas primeiras vezes, o hábito de rodar com a rotação máxima e o acelerador totalmente aberto, aos poucos, força o motor da motocicleta. Consequentemente, a moto perde parte da vida útil. 

5 - Pilotar de forma abrupta 

Apesar da sensação de liberdade e emoção que dá pilotar uma moto, é necessário ter atenção especial nas ruas. Isso porque acelerar de forma brusca e pegar “trancos” nas trocas de marcas também são ações que comprometem o veículo. 

Ninguém precisa andar devagar. Porém, a pilotagem deve ser suave, fluida e sem frenagens radicais. Dessa forma, não será necessário gastar tanto com consertos, nem correr tantos riscos de sofrer acidentes. 

Como se percebe, apesar de muitos hábitos estarem enraizados na forma de as pessoas pilotarem, não significa que sejam os mais recomendados. Quando realizados com frequência, eles podem prejudicar a moto e diminuir o tempo de vida útil. Por esse motivo, é importante prestar atenção para garantir o máximo da conservação!

 

 

Telefones para Contato!


WhatsApp